Edições Anteriores

2ª Edição

ATLAS – Autonomous Transport for Logistic Automatic System foi a ideia vencedora do Prémio Inovação INCM 2017, propondo a criação de um sistema, baseado em robótica colaborativa, que visa a melhoria da logística interna e expedição dos cartões de cidadão e passaporte eletrónico português. A utilização deste sistema, baseado no conceito indústria 4.0 permite, não só a garantia da localização e segurança dos materiais transportados dentro da INCM, como também libertar os colaboradores de tarefas pesadas e automatizadas, para que possam dedicar-se inteiramente a ações nas quais são verdadeiramente essenciais. Esta iniciativa é uma parceria com o Centro de Investigação UNINOVA, da Faculdade de Ciências e Tecnologias da Universidade Nova de Lisboa.

As ideias que arrecadaram o 2.º e 3.º lugar foram, respetivamente, “Fabrico de Moedas Comemorativas através de Tecnologias Aditivas”, apresentada por uma equipa de investigadores do Instituto de Engenharia Mecânica do Instituto Superior Técnico, e “BlockCarPollution – Potenciar o uso de Transportes Coletivos e Partilhados com Recurso a Blockchain”, apresentada por elementos da Universidade de Aveiro e da empresa Ubiwhere.

2ª Edição

ATLAS – Autonomous Transport for Logistic Automatic System foi a ideia vencedora do Prémio Inovação INCM 2017, propondo a criação de um sistema, baseado em robótica colaborativa, que visa a melhoria da logística interna e expedição dos cartões de cidadão e passaporte eletrónico português. A utilização deste sistema, baseado no conceito indústria 4.0 permite, não só a garantia da localização e segurança dos materiais transportados dentro da INCM, como também libertar os colaboradores de tarefas pesadas e automatizadas, para que possam dedicar-se inteiramente a ações nas quais são verdadeiramente essenciais. Esta iniciativa é uma parceria com o Centro de Investigação UNINOVA, da Faculdade de Ciências e Tecnologias da Universidade Nova de Lisboa.

As ideias que arrecadaram o 2.º e 3.º lugar foram, respetivamente, “Fabrico de Moedas Comemorativas através de Tecnologias Aditivas”, apresentada por uma equipa de investigadores do Instituto de Engenharia Mecânica do Instituto Superior Técnico, e “BlockCarPollution – Potenciar o uso de Transportes Coletivos e Partilhados com Recurso a Blockchain”, apresentada por elementos da Universidade de Aveiro e da empresa Ubiwhere.

1ª Edição

A equipa coordenada pelos investigadores Elvira Fortunato e Rodrigo Martins, da FCT NOVA, foi a vencedora do Prémio Inovação INCM 2016, permitindo o financiamento do projeto “Papel Secreto – Uma abordagem Inovadora e de Baixo Custo”. Este projeto tem por objetivo desenvolver sistemas eletrónicos utilizando a tecnologia embebida e implementada em papel, visando o aumento da rastreabilidade e segurança de documentos e produtos, tais como documentos de identificação e de viagem, entre outros.

A equipa vencedora era constituída por Elvira Fortunato, Rodrigo Martins, Luís Pereira e Pedro Barquinha do Centro de Investigação de Materiais (CENIMAT/ CEMOP) e João Goes e João Pedro Oliveira do Centro de Tecnologia e Sistemas do Centro de Tecnologia e Sistemas (CTS).

Nesta edição foi ainda atribuído o segundo lugar à ideia “Cunhagem de Moedas Total ou Parcialmente Transparentes” do Instituto de Engenharia Mecânica do Instituto Superior Técnico e uma menção honrosa à ideia “Diminuição da Colonização Bacteriana em Moeda Metálica”, apresentada por uma equipa de investigadores composta por Telmo Santos, da FCT NOVA, Carla Carvalho, do Instituto de Bioengenharia e Biociências do Instituto Superior Técnico, e Maria José Carvalho, do Centro de Ecologia, Evolução e Alterações Ambientais da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa.

1ª Edição

A equipa coordenada pelos investigadores Elvira Fortunato e Rodrigo Martins, da FCT NOVA, foi a vencedora do Prémio Inovação INCM 2016, permitindo o financiamento do projeto “Papel Secreto – Uma abordagem Inovadora e de Baixo Custo”. Este projeto tem por objetivo desenvolver sistemas eletrónicos utilizando a tecnologia embebida e implementada em papel, visando o aumento da rastreabilidade e segurança de documentos e produtos, tais como documentos de identificação e de viagem, entre outros.

A equipa vencedora era constituída por Elvira Fortunato, Rodrigo Martins, Luís Pereira e Pedro Barquinha do Centro de Investigação de Materiais (CENIMAT/ CEMOP) e João Goes e João Pedro Oliveira do Centro de Tecnologia e Sistemas do Centro de Tecnologia e Sistemas (CTS).

Nesta edição foi ainda atribuído o segundo lugar à ideia “Cunhagem de Moedas Total ou Parcialmente Transparentes” do Instituto de Engenharia Mecânica do Instituto Superior Técnico e uma menção honrosa à ideia “Diminuição da Colonização Bacteriana em Moeda Metálica”, apresentada por uma equipa de investigadores composta por Telmo Santos, da FCT NOVA, Carla Carvalho, do Instituto de Bioengenharia e Biociências do Instituto Superior Técnico, e Maria José Carvalho, do Centro de Ecologia, Evolução e Alterações Ambientais da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa.

Vencedores das Edições Anteriores

ATLAS

Tem como objetivo melhorar a logística da produção e expedição do PEP (Passaporte Eletrónico Português) e do CC (Cartão do Cidadão), através da utilização de robótica colaborativa para o transporte de produto entre áreas de segurança, manipulação e operação de um armazém automático e envio dos produtos finais validados para expedição. Baseado no paradigma da Indústria 4.0, permite, não só a garantia da localização e segurança de todos os materiais de valor transportados, como também libertar os colaboradores de tarefas pesadas e automatizadas. Desenvolvido em parceria com o Centro de Investigação UNINOVA, da Faculdade de Ciências e Tecnologias da Universidade Nova de Lisboa.

Papel Secreto

Este projeto resulta do 1.º lugar na 1.ª edição do Prémio, sendo desenvolvido em parceria com o Centro de Investigação de Materiais (CENIMAT) da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa (FCT-UNL) e pretende a criação de novos sistemas eletrónicos utilizando tecnologia embebida e implementada em papel, contribuindo para uma maior rastreabilidade e segurança de documentos e produtos, designadamente, documentos de identificação e de viagem, suportes de comunicação e marketing, packaging, saúde, entre outros.
Dado o potencial alcance e contributo nas mais diversas áreas, os resultados alcançados no âmbito do projeto Papel Secreto terão continuidade através do CoLab ALMASCIENCE.

Conheça mais sobre o projeto ALMASCIENCE.